Dieta da Bíblia

Dieta da Bíblia os hábitos nutricionais alimentares dos povos antigos é de suma importância e servem como exemplo de uma nutrição saudável temos na bíblia homens e mulheres que viviam muitos anos. Muitas pessoas hoje utilizam a Bíblia para selecionar os alimentos consumidos pelos personagens e assim ditar uma dieta baseada em uma alimentação saudável e natural.

Dieta da Bíblia

Dieta da Bíblia

Há anos as revistas de emagrecimentos têm abordado a chamada Dieta da Bíblia prometendo a perda de muitos quilos rapidamente. De fato o Velho Testamento ditam algumas restrições alimentares, como o capítulo 14 do livro de Deuteronômio que restringe o consumo de carnes como coelho, porco e libera carne de boi, ovelha, cabra e frutos do mar. Imagine caminhar 40 anos no deserto como o povo Hebreu andou sem hospitais nem médicos se a alimentação fosse imprópria muitos morreriam de problemas cardiovasculares ou não conseguiriam devido a obesidade.

Entre os nutricionistas que fizeram dietas baseadas na Bíblia está o supervisor médico do Emagrecentro, Edson Ramuth, que promete o emagrecimento de até cinco quilos em apenas 11 dias. Essa Dieta da Bíblia envolve o consumo de pão de centeio, leite, frutas, verduras, peixes e pouca quantidade de carne vermelha tudo que era permitido nas escrituras.

O médico americano Don Colbert tem vários livros relacionados ao tema da alimentação nas escrituras, ele além de nutrólogo também é pastor e usa seus conhecimentos para encorajar as pessoas a adotarem uma alimentação saudável seguindo o exemplo de personagens bíblicos.
O primeiro livro de Colbert foi What Would Jesus Eat? [O que Jesus Comeria?] lançado em 2002 e usando a alimentação de Jesu Cristo como forma de ter uma vida cheia de energia e saúde. “A publicação não tem intenções religiosas. Nela, provo cientificamente que os alimentos daquela época fazem bem à saúde e mostro como tirar proveito deles”, disse o pastor em entrevistas.

Seria essa a fórmula “sagrada” para uma vida saudável? Órgãos mundiais estão em alerta em relação a obesidade que tem atingido vários países do mundo. Nos Estados Unidos, inclusive, as igrejas estão adotando práticas de exercícios e apoiando programas de emagrecimento para tentar diminuir os altos índices de doenças geradas pelo acúmulo de peso.

Em nosso país os estudos mostraram que quase 50 porcento da população estão obesas. As pesquisas dizem que o fator para essa alta está realmente ligado a má alimentação as pessoas dão preferência para alimentos industrializados que possuem mais conservantes.

As autoridades brasileiras mostraram preocupações em relação a população está acima do peso e a secretaria de Vigilância em Saúde do ministério, Deborah Malta, falou aos meios de comunicações sobre como ter uma vida saudável. Suas orientações são as mesmas descritas nessas dietas baseadas na Bíblia: Dar preferência para alimentos saudáveis como frutas, legumes e verduras e deixar de consumir produtos industrializados com elevado teor de calorias, gorduras e açúcares.

Sou Profissional em Marketing de Conteúdo e blogueiro.