Dieta Alcalina




Para uma reeducação alimentar de perca de peso e livrar-se de uma vez por todas das toxinas do corpo. A melhor opção e a dieta alcalina é maravilhosa. Ficar de olho no teor de pH dos alimentos é mais que uma aula de química é uma descoberta. Parece que, através da tabela periódica, controlamos o peso e a saúde.

O pH de um alimento significa seu “potencial Hidrogeniônico”: a classificação se é ácido, neutro ou alcalino. Este número varia de acordo com a composição de cada alimento.

De olho neste fator, foi criada a dieta alcalina. Quanto maior a alcalinidade do alimento, menor a quantidade de resíduos gerada. Isso significa menos inchaço, retenção de líquidos e inflamação do corpo – as principais causas do aumento de peso.

O objetivo é manter o pH ideal do corpo, em torno de 7,4, ou seja, levemente alcalino. Nessa faixa, a absorção de nutrientes e a liberação de toxinas é mais eficiente. Abaixo deste nível, o corpo é obrigado a sacrificar órgãos e tecidos internos para manter o pH do sangue equilibrado.

Para isso, devemos garantir mais substâncias alcalinas e limitar o consumo de alimentos e bebidas com o pH ácido. Não há restrições, basta seguir a proporção sugerida de 70% e 30%.

Conclusão: o pH adequado diminui as inflamações no corpo, promove o detox das células, acelera o metabolismo e melhora a saúde em geral, levando com isso à perda de peso.

A dieta alcalina já conquistou vários famosos, como Jennifer Aniston, Robbie Williams e Gwyneth Paltrow,Victoria Beckham – Emagreça em 10 dias Clique Aqui

É claro que colocar no prato mais alimentos saudáveis, como frutas verduras e legumes, e retirar as carnes gordurosas, farinha branca e industrializados, só pode ser uma coisa boa.

Alimentos ácidos

Sal, ovos, refrigerantes, Café, carnes, açúcar, peixes, leite e derivados (queijo, creme de leite, iogurte, requeijão), farinhas brancas, bebidas alcoólicas, doces, alimentos industrializados e chocolate.

Calculadora IMC
O IMC significa índice de massa corporal e é utilizado para calcular aproximadamente obesidade de um pessoa. O resultado indica o grau de obesidade do indivíduo:
< 18,5 – Magreza 18,5 – 24,9 – saudável 25,0 – 29,9 – sobrepeso 30,0 – 34,9 – obesidade grau I 35,0 – 39,9 – obesidade grau II > 40,0 – obesidade grau III

Alimentos alcalinos

Mamão, lentilha, beterraba, brócolis, alho, nectarina, couve, melão, castanhas, maçã, espinafre, produtos integrais, azeite de oliva, abóbora, cebola, alface, abobrinha, batata doce, figo, abacaxi, frutas cítricas, frutas secas e folhas verdes em geral.


Sou Profissional em Marketing de Conteúdo e blogueiro.